terça-feira, 6 de outubro de 2015

Nas mãos dos poderosos



A obsolescência programada para produtos é uma realidade.

As empresas fazem produtos para consumo que não duram, forçam-nos a comprar outro, pois o conserto não é viável.

O caso mais efetivo é o das impressoras Epson. Todos sabem que depois que a impressora dessa marca imprime uma quantidade de cópias, geralmente 10.000, ela trava e as luzes ficam todas piscando. Se levarmos na assistência técnica (não autorizada) o pessoal destrava e tudo volta ao normal. 

Existia até a possibilidade de fazer isso em casa mesmo, baixando o resetter,um programinha do "submundo" que zerava aquela contagem! Isso, no passado, existia, agora a Epson resolveu sabotar mesmo as nossas impressoras. Se você se cansou de pagar por cartuchos que imprimiam 20 páginas e pedem para serem trocados, instalou um “Bulk Ink”, aquelas garrafinhas de 50ml que alimentavam de tinta cartuchos genéricos... agora não dá mais! 


A Epson faz uma atualização online na impressora, que ao detectar o “chip imortal” dos cartuchos genéricos trava o sistema, acende perpetuamente a luz de recarga, que não apaga nem com os cartuchos originais, trava a função cópia tipo xerox e você fica com o prejuízo, sem imprimir, tentando trocar o cartucho.


Não tem downgrade, que é um método que os crackers criaram para tentar desatualizar a impressora e reverter a sabotagem, não tem mágica. A Epson incorporou as garrafinhas de tinta nas impressoras que são vendidas pelo dobro das impressoras convencionais, e a tinta se você quiser pagar por essa "benevolência" da Epson, também é caríssima.


É o fim da picada! Ficamos nas mãos de governos corruptos, policiais violentos, bandidos “vira-lata” e de colarinho branco, e também das empresas?


Tudo continua do mesmo jeito, desde que o mundo é mundo, a população é explorada para sustentar a safadeza dos poderosos. Mas como eles são poderosos, se nós somos a maioria?


Se eles não nos deixam sonhar, então não vamos deixá-los dormir!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

A quadrilha chegou no interior

Um problema comum nos grandes centros, agora é típico em cidades do interior, como Garanhuns. Como se não bastasse no Festival de Inverno e de Jazz em Garanhuns, sermos extorquidos por guardadores de carro, que reservam vagas na rua e chegam a cobrar dez reais para “guardar” os carros, agora é cotidiano o cidadão ser ameaçado por “flanelinhas” que agem em grupos sempre que há uma aglomeração de carros. 

Nas ruas do entorno da Feira da CEAGA indivíduos abordam todos os motoristas que estacionam, para soltar a máxima: “Estou olhando aí, doutor...!” Como se a rua fosse de sua propriedade ou o poder público tivesse delegado a eles a nossa segurança! Se algum corajoso se nega a pagar os “dois real”, terá o carro arranhado ou se for uma senhora ou moça, além disso, receberá uma ameaça velada do tipo “melhor pagar do que ter problema”! 

No centro da cidade, mesmo na área de Zona Azul existe guardador de carro, que cobra pelo bilhete, de forma descarada, R$2 (dois Reais), o bilhete que deveríamos pagar apenas uma unidade da moeda. 

Ainda que digamos que temos o bilhete, ele pede um real ou um bilhete em branco para “não ficar no prejuízo”. Depois que recebem, vão juntar-se ao grupo, que geralmente fica nas proximidades, consumindo álcool ou fumando. 

No Parque Euclides dourado, destino de muitas famílias nos finais de semana é comum sentir no ar, a fumaça proveniente dos cigarros de maconha. Os usuários da pista de cooper passam mais próximos desses usuários, que também em grupos, ficam entre os eucaliptos nas proximidades da pista de exercício, algumas vezes com batucada, onde "dançarinos" ensaiam passos repletos de obscenidades, aos pares, parece mesmo uma simulação do coito.

O cidadão não pode frequentar essa parte do espaço público com os filhos, pois ficaria difícil explicar-lhes o que acontece e muito menos livrá-los a cena.

Quando o Parque fecha as 20:00h, a horda regressa aos bairros periféricos, alardeando baderna pelas ruas, chegando a assustar as crianças, pois a movimentação parece um arrastão. Quando não, transferem-se para a Praça Souto Filho, mantendo o barulho e pisoteando plantas e gramado, ainda consumindo entorpecentes.

Mesmo reclamando ao 190 da Polícia, ou mesmo aos policiais ou guardas, que às vezes, estão nas proximidades, nada muda. Leva-nos a crer que ou os agentes da lei, estão em sociedade com os facínoras, ou são incompetentes para resolver isso.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Vendo demais?

Três coisas que vi essa semana certamente não são vistas pela maioria das pessoas:

1-Um cabo da polícia militar dirigindo um carro de R$150.000,00! Será que os superiores dele, se é que são honestos, e não tem rabo preso, não percebem que tem alguma coisa errada aí!? Se fosse juntar o salário de um cabo para comprar um carro desses, seriam cinco anos, sem gastar com mais nada! O cara dirigia que parecia um paxá! Chegou as ser imoral! Senti vergonha por ele.

2-Dilma andando de bicicleta, ajuda um ciclista acidentado. Se é que de fato era cena verdadeira, ou será uma jogada publicitária para torná-la (a presidenta incompetenta) mais próxima ou querida do povo. Acho que ela não anda nem mesmo dentro de casa, quanto mais às cinco e pouco da manhã estaria pedalando! Mas tem gente que acreditou nessa produção televisiva!

3-Por causa da crise no país, criada e agravada pelo governo, ele mesmo (o governo) começa a cortar gastos com programas sociais e a inventar mais impostos para colocar nas costas do cidadão o encargo pelas cagadas que a politicagem faz. Por que eles não começam cortando os salários deles mesmos pela metade (e ainda ficaria uma fortuna), cortar a mordomia, cortar os cargos inúteis? Repare que alguns governadores defendem não só os impostos como o aumentos deles... vá votar novamente neles!

Enquanto não começarmos a explodir carros de políticos profissionais, de corruptos, e bandidos disfarçados, tudo vai continuar como está. No dia em que um político sentir medo do povo, as arrecadações serão mais que suficientes para manter a saúde, a educação, a segurança e as outras necessidades pelas quais pagamos.


quarta-feira, 9 de setembro de 2015

PowerPoint 2013 não abre os arquivos



Abra uma apresentação em branco ->  Depois vai em arquivo -> Opções -> Central de Confiabilidade -> Configurações da Central de Confiabilidade -> Modo de Exibição Protegido -> Desative todas as opções do modo de Exibição Protegido

Simples assim!

 

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Cancele torpedos de propaganda que tua operadora envia pra você!

Torpedos ilimitados... enchendo a caixa de entrada?

Sua operadora não respeita o teu tempo, acha que você deve
ser importunado por mensagens promocionais?
Seu problemas acabaram!!!

Enviando um torpedo para o número indicado de sua operadora com a palavra ‘SAIR’, você para esse tipo de encheção de saco!

Claro: 888
Oi: 55555
TIM: 4112
Vivo: 457

Mesmo depois do envio algumas operadoras continuam enviando mensagens, contrariando a ANATAL e a tua vontade.

Envie novamente... e novamente também!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Touchpad Lofree 200 - usos



Oi pessoal.
Comprei um touchpad, ou mouse de toque... como esse da imagem. Sem paciência para aprender sozinho as funções mais complexas, passei com ele guardado quase um ano, o manual tinha vindo em chinês, e essa língua eu ainda não sei! Não tinha ainda, na net, tutorial. Aí quebraram-se os mouses e por força da necessidade, tirei-o da gaveta.

Agora já tem bastante tutorial, só que nada em português.
Para ajudar a galera, vai aí um pouco do que aprendi.
O pessoal fala que as funções só servem no Ruindows 8, mas tenho o 7 e todas funcionaram!

Para a função botão esquerdo, é apenas um toque com um dedo.
Para a do botão direito são três dedos que devem dar o toque.
Para a rolagem, faz-se com dois dedos.

Se deslizar do topo até a parte de baixo, com um único dedo, ele fecha o aplicativo que está em tela.
Se deslizar da esquerda para a direita e vice e versa ele vai para a página ou tela anterior ou posterior.

Para selecionar uma palavra, faz com um toque simples, uma frase com dois toques.
Para selecionar um campo maior de texto ou tela, dê dois toques rápidos e imediatamente deslize o dedo pela área a selecionar.

Para segurar e soltar algo (texto ou imagem) segure o dedo na área selecionada, quase dois segundos, aí ele prende e é só arrastar.

Se o cursor ficar pulando de um lugar para outro, é porque o touch percebe movimentos sobre o painel, mesmo sem tocar, é só trocar para a função teclado, toda vez que ficar chateando com isso.

Se não sentir o toque do dedo, fica sem mover o cursor, tente limpar o painel, as vezes os dedos gordurosos podem interferir na eletricidade do painel.

Se quiser dar zoom in ou zoom out em tela ou imagem é só deslizar dois dedos em sentidos opostos (e da diagonal) ou no mesmo sentido (zoom in), ao mesmo tempo, Se girar os dedos vai girar também a imagem.

Se descobrirem mais funções do mouse faz uma postagem aí.

Abraços.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Superbactérias e o Controle Populacional




http://www.medplan.com.br/site/imagens/geral//img_20080404_153950.jpg

A capacidade de criar estruturas que se montem sozinhas no interior das células, fazem os cientistas usando pequenas cadeias de aminoácidos, conseguir manipular as células, assim pode criar salvação para os doentes, e também criar os vilões causadores das doenças – bactérias resistentes a antibióticos, as superbactérias.

Um dos problemas mais sérios da medicina atual, é a resistência constante das bactérias aos antibióticos. Ouvimos notícias do aparecimento de superbactérias em alguns estados brasileiros, há mais de dez anos. A grande disseminação em vários lugares do globo, chamou a atenção da comunidade médica internacional, em setembro após a propagação do gene NDM-1 (Nova Délhi metalo-beta-lactamase), responsável por deixar bactérias como a KPC e a Escherichia coli resistentes a muitos medicamentos. No Brasil, autoridades de saúde pública se mobilizam para lidar com o problema. Que a meu ver é bem mais preocupante do que a mídia quer ou pode mostrar. Quando falou-se pela primeira vez de superbactérias, conversei com um amigo da área de saúde, ele é o tipo amigo-irmão, que não brincaria ou inventaria conversa... então disse-me: "...é mais preocupante do que você pode imaginar, digo apenas isso....!"

http://2.bp.blogspot.com/_CpD1eGIKeYw/TMBYGYB2iDI/AAAAAAAACtU/-jiBGVpWgH0/s1600/imagem.JPG

Medidas básicas de prevenção

O comunicado enviado pela secretaria de Minas lista as cautelas básicas que os hospitais devem adotar:
- Identificar precocemente o paciente com infecção
- Medidas de isolamento de contato até a alta do paciente
- Quarto privativo quando possível, ou quarto com paciente que apresenta infecção pelo mesmo micro-organismo
- Higienização das mãos
- Uso de luvas e avental
- Limpeza e desinfecção de superfícies, equipamentos e artigos
- Visitas restritas





As bactérias sempre existiram, no passado longínquo quando alguém contraía uma bactéria mortal, não havia como tratar, a pessoa morria e a bactéria junto.

Hoje o homem criou o antibiótico, alguns não tão eficientes, ou os eficientes mal usados, destroem parcialmente uma infecção, um mecanismo natural faz com que as bactérias que resistiram ao remédio, passem aos seus descendentes a informação dessa resistência, assim geração após geração, as bactérias ficam mais fortes, e chegará um dia em que não teremos mais remédios para curar alguma superbactéria que apareça.

Outra hipótese do aparecimento dessas superbactérias recai novamente sobre o controle populacional, os cientistas provêm os governos de métodos para o controle (necessário) do crescimento populacional, um desses métodos certamente seria o bioquímico, através de bactérias ou outra forma de vida, programada.

Ao mesmo tempo em que os laboratórios ou O laboratório ganha rios de dinheiro com os paliativos para A doença! Parece pensamento de louco ou de conspiracionista, mas pense bem, como impedir que os recursos do planeta, o alimento e a água acabem se deixarmos que a população cresça ainda mais? Quem se sente responsável por esse cuidado? O que esse "responsável" poderia fazer para controlar o crescimento populacional já que algumas cuasas que antes contravam esse crescimento, como as guerras, hoje cirúrgicas não matam tanto quanto "é preciso" ?

http://1.bp.blogspot.com/_CpD1eGIKeYw/TMBY55knZdI/AAAAAAAACtc/wfLw5bxnnaI/s1600/rd24-1.jpg

Conheça as principais bactérias que adquiriram resistência a várias classes de antibióticos, inclusive a penicilina. Encontradas em hospitais, nas últimas décadas têm assolado também a comunidade.


StaphylococcuStaphylococcus aureus - presentes na pele e mucosa do nariz, ocasionalmente, causam infecções simples. Quando adquirem resistência ou migram para outras partes do corpo podem causar desde infecções de pele até pneumonia, meningite, abscessos cerebrais e endocardite (mucosa que recobre o coração).


Enterococcus - habita o intestino e a genitália feminina sem causar problemas na maioria das vezes. A espécie de enterococcus E. faecium desenvolveu uma cepa resistente ao antibiótico vancomicina, sendo a segunda maior responsável pelas infecções hospitalares, atrás da MRSA. Pode desencadear infecção grave no trato urinário.

Streptococcus pneumoniae - maior responsável pelas infecções respiratórias na comunidade (como sinusites e pneumonias). Atualmente, crianças até cinco anos podem ser vacinadas (em clínicas particulares) contra sete tipos de infecções provocadas pelo agente.
Prepare-se!


segunda-feira, 1 de junho de 2015

O Destino de Júpiter


Jupiter Ascending é o filme de ficção científica, talvez melhor desse ano. Produzido e dirigido pelos "The Wachowskis" (procure do IMDB!) poderia ter seu enredo e roteiro como mito cosmogônico e comparado a qualquer outro de qualquer religião. Com o detalhe de ser mais interessante pelos caracteres Hi-Tec. O filme mistura conceitos que muitas culturas explicam como deuses ou seres sobrenaturais, adaptados em explicações que se fossem dadas por um novo guro, seriam passivamente aceitas como revelações de sua nova religião.

Abusa um pouquinho demais dos efeitos especiais (não podia ser diferente) para meu gosto, mas ao assistir, você fica preso às cenas e depois do filme às elocubrações que as alegorias adaptadas trazem. Se não é o romance previsível e água com açúcar que permeia a "película" eu daria um 10!

Balem Abrasax, um dos vilões, que seria um deus para ignorantes mortais... diz: I CREATE LIFE... and I destroy it. Um pensamento certamente comum a qualquer deus, não é?.

Entretanto vale a leitura das entrelinhas dessa fantástica estória, e certamente você terá ao longo da sessão acompanhar uma deliciosa saga, que merece, continuação, série e revista. Vou procurar o livro que originou o roteiro!

Bom divertimento.

Download torrent