sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Halloween


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Sinta-se bem, vídeo do dia!

Bons rapazes resgatam cachorro.


Download

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Voto injustificável

Vote para mudar! Não para ganhar. Minha avó disse-me.
Não votei para mudar, fui coagido a anular meu voto pois nenhum dos dois candidatos mudaria nada. Anulei o voto, clicando em 666! KKK! Pena que só pegou os dois primeiros dígitos e o Capiroto (que seria melhor presidente) não recebeu o voto. O voto anulado ao menos manifesta a minha insatisfação.
A insatisfação que muitos deixaram de manifestar, porque alguém disse que anular o voto era o mesmo que jogar fora, o voto. Mesmo que fosse, é melhor "jogar fora" do que sentir que não justifica votar em alguém só porque ele vai ganhar ou porque ele era a opção menos ruim.
Sabe, se 50% dos votos fossem nulos, a eleição também seria e teriam que fazer outra, com outros candidatos. Seria uma boa mensagem para os políticos profissionais...
Enquanto o Brasil votar em quem fizer o melhor carnaval, ou no cara que mesmo roubando, faz... ou ainda votando em quem "vai ganhar" para dizer que "o meu candidato ganhou!" Estaremos perpetuados na merda.
Nenhum dos dois candidatos ganhou em sua comunidade! Ou seja: quem mais os conhece não os achou dignos de voto. Correm risco, os eleitores da presidentA, estudantA e doentA de arrependerem-se do voto, novamente.

Para relaxar assistam o vídeo abaixo, um abraço.


Download

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Para quem se percebe louco...

... e para quem pensa ser normal.

O Alienista - O livro


Uma excelente visão sobre a loucura, como são tipicamente ótimas as visões de Machado de Assis.
Diversão que traz reflexão ou talvez uma reflexão que não poderia ser publicada (por parecer louca demais) se não fosse como literatura de diversão.

Download em PDF

ou 

Download em PDF
(versão melhor pra imprimir)

sábado, 18 de outubro de 2014

O Nobel e o roubo da CELPE


Os cientistas Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura ganharam o Prêmio Nobel de Física pela invenção da iluminação a LED, que economizam energia.


Seria uma maravilha se a cobrança pela beleza da iluminação não se tornasse uma prática por parte da CELPE, a companhia que gerencia a eletricidade em Pernambuco. Como se não bastasse, na ultima década a cobrança de energia ter subido 450% sem explicação... vejamos o mais novo disparate:

Instalaram LEDs para iluminar as vias em Garanhuns. Beleza e "modernidade" para turista ver, talvez até jogada eleitoreira, mas o que é difícil de engolir mesmo é o aumento da taxa de iluminação pública paga pelos moradores, que passou de R$ 4,50 em janeiro desse ano, para R$ 15,00 nesse mês de outubro! mais de 200% de acréscimo numa taxa que não justifica o aumento (a não ser pela beleza), mas justificaria sim um desconto uma vez que a iluminação gasta menos energia!!!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Ìndices "para inglês ver"


Esse é um print screen de um site que informa a localização de instituições, vi por acaso um comentário de uma estudante da rede oficial de ensino de Pernambuco, reclamando sobre os tablets dados pelo Governo aos estudantes, a partir do segundo ano do ensino médio.

Ela não só não sabe que não está na página da Gerência Regional de Educação (onde poderia reclamar) como é analfabeta funcional. Um aluno que escreve, formula ideias e se articula desse jeito, a um ano do vestibular certamente está no lugar errado, ou na série errada.

Conheço essa realidade e essa aluna não é uma exceção!
Índices do ensino crescendo? Puro embuste!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Candidatos

Até o debate exibido ontem pela Rede Globo, eu pensava em votar nulo.

Nenhum candidato mostrou-se digno de meu voto. Ainda não deixei a ideia de anular o voto, no entanto, Eduardo Jorge foi o único que não assassinou a língua mãe, o único que fez perguntas dentro do tema, o único que não quis dar showzinho, o único que respondeu as perguntas, e não tapeou com outras conversas...

Vou ler o programa de governo dele, e quem sabe!?

Acredito ainda que deveria ser feito um concurso para qualquer cargo eletivo, e uma vez aprovado, demonstrando um mínimo de competência, aí se colocar o candidato às urnas.

É triste que, normalmente o mais qualificado não seja o que tem melhor campanha e melhores chances.
Ele certamente não será eleito, nem agora, nem nunca. No dia que o Brasil eleger alguém que faça uma campanha baseada no conhecimento e nos princípios e não utilizando o 'carnaval' como chamariz, certamente se haverão quebrado os paradigmas.

Deixo o meu pesar pelo futuro pouco promissor da Massa com o próximo presidente.

Update
Entrevista com Eduardo Jorge
Entrevista II com Eduardo Jorge