sábado, 30 de agosto de 2014

Ciúme

Você vai com essa roupa?
Tem certeza que você vai assim?
Com essa roupa, comigo, você não vai!

----

Que é que tem?
Não vejo nada demais na minha roupa!
Mas eu estou com vocêêêêêêêêê!








Eu quero levar
Uma vida moderninha...
Deixar minha menininha
Sair sozinha....
Não ser machista
E não bancar o possessivo


------

Fala sério!!!

 
 

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Do fundo da memória...

Outro dia emocionei-me com uma cantora lírica.
A música tocou-me de tal modo que, sem que nunca esperasse, encheu-me os olhos d'água.

Exatamente o que aconteceu-me essa manhã, quando vovó, depois que eu servisse-lhe o café,
cantou pra mim:

"Chora bananeira, bananeira chora
Chora bananeira, o meu amor foi embora
Foi embora meu amor, eu sei onde ele está
Eu tenho o endereço mas eu não vou procurar
Garota cor de canela não olhe pra mim chorando
Porque a sua família já está desconfiando..."

A voz fraquinha era carregada de uma pureza e graça que eu via
só quando acordava com ela cantando na cozinha, eu era criança. O engraçado é que eu
nunca tinha ouvido essa música vindo dela.

O Alzheimer ao destruir as memórias recentes, parece que descobre memórias lá do fundo da mente...
Mas dessa vez ele não pôde fazer-me tanto mal, por causa da musiquinha de vovó.
Tentei, alguns momentos depois, cantar junto com ela, mas ela já tinha esquecido.
Penso que são pérolas assim que a vida nos atira, feitas especialmente pra gente lembrar
até morrer aos pouquinhos.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Imagens do amor
















Quando não se exige condição para amar, quando o homem não se sente superior ao outro animal.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Foi sabotagem...

Quando eu soube da notícia da queda do avião veio-me logo a ideia de sabotagem.
Censurem-me por ser muito criativo ou gostar de "teorias da conspiração", mas os fatos depois, vieram trazer à cabeças menos literárias o mesmo pensamento.
A pesar de eu não pensar em votar nele, senti um profundo sentimento de tristeza com sua morte, como se fosse alguém bem próximo, uma sensação de que não era para ele morrer.
Ou sabotagem de 'falsa bandeira" (tragédias e comoção popular ajudam no marketing) ou sabotagem de queima da concorrência, a especulação é de que foi sabotagem.
Como um dispositivo feito para uma função tão importante, não funciona? Nem em desastres piores a caixa preta deixou de registrar o que deveria! Como um avião que já vinha em voo baixo (pois pensavam que tinha caído por ter batido a asa num prédio) pôde cair e enterrar-se a quatro metros de profundidade?
Vi o extintor do avião com um dano que para ser causado precisaria de um choque muito maior do que aparentemente aconteceu. Imagine o mesmo impacto sobre um corpo mole!
Falam que o avião estava em chamas antes de bater, talvez o que causou a explosão, atirando partes dos corpos a mais de 150 metros! Tem ideia da força necessária para atirar 10 quilos a 100 metros? Se uma bala de 10g precisa de uma grande explosão, controlada, direcionada num sentido sem variação e pontual pelo cano...
Falam de leis de investigação sigilosa para queda de avião, aprovada nas vésperas do acontecido, falam de página-perfil da Wikipédia sendo alterada também antes, drones nos arredores na hora da queda, o voo saiu adiantado (era pra cair no mar onde provas são dadas como perdidas), entre tantas outras.
De qualquer modo "onde há fumaça,..." São muitas estranhezas envolvendo a morte de Eduardo Campos que é difícil pensar em acaso.
Lembrem-se de outras mortes de homens que tinham a possibilidade de mudar o país: Tancredo, Ulisses,  Getúlio...Até o Enéias previu sua própria morte! A coisa é bem maior que pensamos, o sistema é mundial.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Tudo o que vem antes do "mas" não tem valor.

Curtição - menos humanos que você?

Você não percebe até ver as marcas.

Propaganda enganosa.

Esse equilíbrio não é divino.

Como a TV pode mostrar a "realidade"!