domingo, 29 de junho de 2014

E o Brasil foi campeão?


sábado, 28 de junho de 2014

Humanidade superior

Os seres humanos gabam-se de sua superioridade pela razão.
Que espécie animal, além do homem mata o semelhante por motivo torpe?
No vídeo abaixo, cenas fortes mostram um assassinato por roubo. Não é um roubo seguido de morte, mas
o oposto: o assassino não dá a chance de vida.
Será que o homem é mesmo superior?


Certamente Superiores

As cenas do filme são fortes.
Um cachorro vela pelo sono de seu amigo.
A devoção de animais como os cachorros são superiores a de qualquer animal racional.
Talvez seu "dono" não fizesse o mesmo por ele.

domingo, 22 de junho de 2014

Vá para a luz

Alzheimer.
Olhando para a luz que vem das telhas de vidro e que ilumina um canto de seu quarto ela diz:
-Nós três somos muito agarrados..., (referindo-se a mim que estou a porta e à minha irmã sentada ao seu lado) ... Todos os dias eu estou aqui. Eu vou ficar aqui com vocês. Para proteger vocês. Quando eu for embora não vai ter quem proteja vocês. Dizem que quando morremos devemos caminhar para a luz...

De fato a luz é boa. Mas a que emana dela, a que emanou a vida toda.
Sem dúvida nos protegendo.
Em todas as angústias da minha infância eu lembrava dela, quando não estava ao meu lado para aplacar as tristezas. O pensamento aliviava.
Como, adulto, posso sentir esse desamparo tão forte e iminente se ela se for?



domingo, 15 de junho de 2014

Absoluta

Guerreira da Selva
Timão de escaler
Sem se fazer serva
Fazendo o quer
Deita na relva
É a mulher

Brincante na vida
Ouve o que ensina
Entristece a partida
Respeita a batina
De chita florida
É a menina

Fiel natureza
Beleza pujante
Da face a pureza
Olhar verdejante
Sou tua preza
É a amante

Mostro a vida
No meu colo a paz
Exponho a ferida
Te amparo se cais
Em meu coração embutida
Sou o teu pai

Vejo no peito o consolo
No rosto o brilho
Sou ingênuo como o tolo
Em tuas coxas me encilho
Sem tua mão o choro
Sou teu filho

Sedento feito em chamas
Da silhueta atraente
Dei-te a cama
Ardente cúmplice andante
Dominado se chama
O teu amante

Miliano

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Morrer desaparecendo

Alzheimer.
Parece-me a mais cruel doença, é contagiosa.
Sofro com esse mal que aflige alguém que amo.
Morro a cada dia, um pouco, de diversas formas, mas quando morro junto com ela, é que sinto mais dor..
Sentir que ela sente os medos de sua infância, eles retornam implacáveis, os traumas da juventude que voltam com a força de acontecer no dia anterior, como é possível admitir justiça divina nisso? Apagam-se os atenuantes que a faziam suportar as dores da sua história.
É algo que mói meus órgãos sentir que ela procura uma palavra para algo, e simplesmente não a encontra. Ver seu olhar perdido no espaço, quando constata que desaprendeu a definição de alguma coisa quando não consegue completar uma frase, faz-me sentir, do alto de todo o meu conhecimento, o mais inútil.
Não gostaria de vê-la morrer nunca, mas presenciar essa morte vagarosa do cérebro, até que alguém tão consciente assuma uma condição vegetativa é demais para mim.
Essas suas transformações, transformam também, profundamente a mim. Perco a cada dia a confiança no quão infalível podemos ser, o meu cérebro, o meu corpo. A minha fé em qualquer coisa, se foi há muito.
Parece uma punição, retirar a vida assim, devagar. Incapacitando como uma tortura que poda um pedaço de si a cada dia.
Seus olhos profundos falam dos meus, na foto de sua cabeceira. Aquele garoto de olhos vivos, agora é um homem, quase um velho, que morre todo dia, com a senhora, Vovó.



sábado, 7 de junho de 2014

Tenho Sede

Traga-me um copo d'água, tenho sede
E essa sede pode me matar
Minha garganta pede um pouco d'água
E os meus olhos pedem teu olhar

A planta pede chuva quando quer brotar
O céu logo escurece quando vai chover
Meu coração só pede teu amor
Se não me deres, posso até morrer


Gilberto Gil.


Download

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Correios - Marca nova, serviço velho

Sempre compro no exterior, pela internet e apesar de pagar um frete para serviço especial ou expresso, a entrega recai na responsabilidade do SEDEX.

Quando escolhem nossa encomenda para pagar imposto, pagamos 60% do valor da mercadoria e também sobre o valor do frete.

Mesmo assim um serviço que era demorado, este ano está ainda pior.

Fiz uma compra no mês de janeiro, o produto foi postado no quarto dia do ano, chegou no Brasil, em Curitiba dia 24 de março e acreditem, ainda não chegou em minhas mãos!!! Aí você diz: -Ele deve ter comprado um bruta pacote! Que nada, a encomenta não passa de 90 gramas! Imagine se fosse grande!

Já perderam encomenda deixei de receber e nem explicaram onde pode ter ido parar, já perdi data de requisitar ressarcimento dos vendedores, já me aborreci com funcionário dizendo que não posso reclamar!!!! 

Uma outra compra que fiz, dessa vez de um rádio para o meu carro. Os Correios simplesmente recolheram o produto dizendo que era um receptor de TV que esses produtos não podem ser comprados do exterior! Quanto a ser um receptor, acertaram, MAS ERA DE RÁDIOOOOOOOOO! Apreenderam um receptor de rádio! E eu perdi o dinheiro, o produto e a paciência. Pois mudei de cidade e quando liberarem, descobrindo o que realmente era, não vou poder receber.

Além de perceber que é um protecionismo que visa em última instância o consumidor final, nós! Antes deve estar enchendo o bolso de lobistas, deputados e a empresa beneficiada com essa proteção.

Tenho outros cinco produtos, enviados depois de janeiro, e estou perdendo a esperança de receber esse ano.

Querem conferir? Entrem no Rastreamento dos Correio clicando aqui.

Meu ex-rádio o código de rastreamento: RB571816189CN 
A outra encomenda: RB981354456CN 

terça-feira, 3 de junho de 2014

Pão e Circo e o patriotismo quadrienal

Pela lei do menor esforço, tá aí esse vídeo. O roteiro tem o texto que eu escreveria mas em vídeo entende-se melhor, e o Cauê já fez... Desde a primeira postagem desse blog eu falo dessa mentira que é a copa, os jogadores e o sentimento patriótico nos jogos do Brasil. Demorou para alguém falar "a real", com palavras menos polidas. Parabéns!